MÚSICA, FESTA E ALEGRIA NA COMEMORAÇÃO DOS 91 ANOS DO PCB EM SÃO PAULO
O PCB de São Paulo comemorou com muita festa, música, alegria e poesia, na sua Sede, Rua Francisca Miquelina, o aniversário de 91 anos do Partido. Mais de 100 pessoas passaram pelo evento. A Sede foi pequena para acomodar tanta gente. Tudo foi realizado num clima de grande camaradagem e emoção. Foi o momento para o encontro de velhos camaradas, inclusive, muitos que, na época do racha, não ficaram com nenhum dos lados. 
No entanto, a presença marcante foi da juventude, composta por cerca de dois terços dos presentes e que ficou encarregada pela infraestrutura da festa e pela venda de salgadinhos e bebidas. O evento também foi prestigiado pelos Camaradas do Partido Comunista do Chile e da Frente Polisário. 
A festa começou com o cantor gaúcho Pedro Munhoz que veio do Rio Grande do Sul para o evento, além de Cícero do Crato, acompanhados pelo violonista Pedro Chaves. Munhoz esquentou a plateia com sua música militante, inclusive, a Canção da Terra, que, atualmente, está como trilha sonora da novela Flor do Caribe na Globo.
Posteriormente, apresentou-se a banda chilena Canto Libre, com suas canções latino-americanas. Um dos momentos mais empolgantes da festa foi quando os camaradas do Canto Libre anunciaram, publicamente, que a partir daquele momento passariam a militar no PCB. Em seguida, o companheiro Tiaraju deu uma boa canja, cantando músicas cubanas e a Internacional.  
 Antes da última apresentação, o Secretário Político do PCB-SP, Edmilson Costa, fez uma saudação e agradecimentos a todos os presentes, desejando um ano cheio de lutas para a militância. A Camarada Karina França fechou o show musical, empolgando a todos com seu timbre especial, o que fez a juventude cair na dança. Depois, o pessoal da UJC recitou poemas e, a partir daí, a festa ficou por conta da Juventude, dançando a cantando samba até o sol raiar. 

PCB-SP

video